quinta, 23 de junho de 2022 - 16:50h - 3013
Secretaria de Educação treina gestores e secretários para o Censo Escolar 2022
Ação objetiva repassar a servidores escolares orientações para a coleta de dados das matrículas estudantis.
Por: Bárbara Ribeiro
Foto: Bárbara Ribeiro Ascom/SEED
O treinamento ocorreu no auditório da Seed. A fase de coleta de dados das matrículas estudantis encerra no dia 1º de agosto.

A Secretaria de Estado da Educação do Amapá (Seed) promoveu, na manhã desta quinta-feira, 23, um treinamento de inserção de dados na plataforma Educacenso para que gestores e secretários escolares possam computar as informações que vão compor o Censo Escolar 2022.

O Censo Escolar é o principal instrumento de coleta de informações da Educação Básica brasileira e ocorre anualmente. É a partir desses dados que o Governo Federal faz a repartição de recursos para políticas de educação básica em cada estado.

A coordenação do Censo é do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), que trabalha em regime de colaboração com as secretarias estaduais e municipais de educação de todo o país.

A coleta de dados tem duas fases: a primeira de matrícula inicial e a segunda sobre a situação do estudante.

Neste primeiro momento, ocorre a 1ª fase de coleta, etapa de matrícula inicial. Gestores e secretários escolares precisam inserir dados referentes à escola, estudantes, profissional escolar, turma e gestor no sistema Educacenso – que pode ser acessado NESTE LINK.

O sistema utiliza ferramentas que coletam, organizam, transmitem e disseminam os dados, fazendo o cruzamento das informações e permitindo a avaliação em tempo real e a consistência das informações prestadas.

De acordo com a coordenadora do Centro de Pesquisas Educacionais da Seed, Tâmara Fernandes, os dados norteiam o Governo Federal na distribuição dos recursos e implementação de programas da pasta destinados a cada estado brasileiro.

“Essas informações constituem a base das políticas de educação básica, e orientam para a repartição dos recursos entre estados e municípios, inclusive para pagamento de professores, portanto nossos gestores precisam inserir os dados na plataforma o quanto antes”, reforçou a coordenadora.

GOVERNO DO ESTADO DO AMAPÁ
Site desenvolvido e hospedado pelo PRODAP - Centro de Gestão da Tecnologia da Informação
2015 - Licença Creative Commons 3.0 International
Amapá